18ºEncontro Diocesano de Pastoral Carcerária

Aconteceu na cidade de Mafra.  Marcaram presença as Comarcas de Joinville, Jaraguá do Sul e Mafra. Depois de participarmos da missa das 8:30h e termos uma linda acolhida, deu-se início a pauta.  Estiveram conosco os Pe. Ademir e Dulcio. Dom Irineu enviou mensagem lida para os presentes. O Diácono Antônio (Toninho) abriu o encontro abordando o tema espiritualidade, com a temática: Como usamos o nosso tempo? Porque tantas pessoas estão presas?O que as levaram a esta situação? Quem é Jesus para nós?
Espaço para falar do “YOUCAT” Catecismo Jovem: recebemos da Diocese 2.000 exemplares, que já estão sendo distribuídos para as pastorais e a proposta de estender para os encarcerados.
Diversos assuntos foram abordados sobre a questão prisional e carcerária como:
-Uma carta feita pelo Pe. Valdir (PcNac)para o Ministro José Eduardo Cardoso, indicando propostas para a redução da massa carcerária, com a prática da Justiça Restaurativa e outros;
-A PcNac. aceitou  uma implementação da Justiça Restaurativa em Santa Catarina;
-Apostila de subsídio para trabalhar com os presos. Foi dada uma apostila com CD para cada comarca. Joinville já começou a usar este material, que foi bem aceito.
-Finalmente temos a Defensoria Pública em Santa Catarina, que começou na semana passada, com 45 funcionários para todo o Estado;
- e outros assuntos. 
Também houve a troca de experiências, onde as comarcas apresentaram os trabalhos realizados nas pastorais de suas cidades.  Muito positivo este momento, que faz juz o estarmos reunidos, pois a seara é grande e os operários são poucos. Juntos somos mais fortes, pois insistimos com Deus para que a Pastoral Carcerária permaneça.

*Que a pastoral Carcerária seja o perfume de Jesus Cristo nos cárceres!!!*

Confira as fotos do evento aqui:

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário